Coach ou Headhunter?


Um dia desses, fui procurado por uma pessoa interessada em realizar sessões de coaching, mas com a dúvida se precisava dos serviços de um coach ou de um profissional headhunter. Por conta dessa dúvida, resolvi através desse texto falar um pouco sobre a diferença dos trabalhos a serem realizados e resultados obtidos.




Headhunter


Headhunter é um termo em inglês que significa “caçador de cabeças”, ele seleciona os melhores profissionais do mercado em áreas executivas, aliando as necessidades da empresa com a qualificação do profissional. Ele se torna um mediador entre empresa e profissional. O Headhunter tem que entender e conhecer bem a empresa e suas necessidades, avaliando detalhadamente o cargo, função e muitas vezes até mesmo o perfil da pessoa que estará diretamente ligada ao candidato, para que ambos possam estabelecer um relacionamento duradouro, de confiança e acima de tudo de produtividade.


Dificilmente um Headhunter seleciona alguém somente pelo currículo, ele literalmente caça os melhores, e existe uma grande probabilidade de os melhores estarem empregados, portanto é necessário fazer um processo de perguntas muito bem colocadas, para saber se o candidato está feliz na empresa em que se encontra ou almeja maiores desafios.


Bons headhunters vetam candidatos antes das entrevistas, porque eles não querem fornecer candidatos inadequados para seus clientes. Eles também não querem desperdiçar seu tempo de procura de emprego, colocando você em uma vaga para qual você não está qualificado ou adequado para o perfil.


Se faz necessário também verificar o tipo de vaga que você está procurando, quais são seus pontos fortes, o setor em que você está interessado em trabalhar, se o seu perfil é adequado para as exigências do cargo, quais são as competências chave em que você precisa se concentrar e muito mais.




Autoconhecimento


Mais uma vez mencionando autoconhecimento? Sim, mais uma vez venho falar de autoconhecimento, justamente por ser a base de tudo. Quem não se conhece não sabe o que quer, não sabe seu perfil profissional, não sabe suas forças e muito menos se você se adequa para determinadas oportunidades. É de extrema importância se conhecer para saber exatamente o que você busca pra sua vida como pessoa e profissional.


Durante as sessões de coaching que realizo, começo com ferramentas de autoconhecimento, justamente por ser o alicerce que irá sustentar as ações que vão surgir nas demais sessões, conforme a sua necessidade.




O trabalho de um Coach


O coaching é um trabalho de orientação a objetivos futuros, encorajando o cliente a seguir em frente, em busca de novas realizações, com foco e disciplina, gerando autoconhecimento, confiança, autodesenvolvimento, estimulado por meio de perguntas desafiantes, sendo sempre orientado ao seu desenvolvimento.


Você terá mais confiança em si, iniciativa, entender seu perfil pessoal e profissional, analisar se a vaga que deseja se candidatar ou buscar é ideal para você, ter entusiasmo, persistência, aprender a lidar com a frustração, administrar o tempo a seu favor com mais concentração e foco.


É um trabalho pautado no desenvolvimento humano com foco em carreira que você irá levar para a sua vida, com conhecimentos a serem aplicados sempre que precisar. Com o seu objetivo traçado, você será o seu próprio headhunter.

Durante o processo de coaching, as sessões são personalizadas, individuais e ajustadas ao seu objetivo, seja ele recolocação profissional, transição de carreira, desenvolvimento profissional ou alguma questão no âmbito pessoal.


Basta apenas você encontrar o profissional coach que se adeque a sua necessidade. Minha atuação por exemplo é relacionada ao desenvolvimento pessoal e profissional com foco em carreira, justamente por acumular anos de experiência como Recursos Humanos associados as técnicas do coaching.




Sete verdades sobre recrutamento que um headhunter não conta


Os tópicos a seguir foram retirados da revista época e conta algumas verdades sobre recrutamento que os headhunters não contam, mas que é importante saber.


1. “Não conhecemos o seu trabalho.”

Headhunters nem sempre entendem o que você faz para ganhar a vida ou, o que o trabalho para o qual o estão recrutando acarreta. São generalistas em um mundo de especialistas.


2. "Não li seu currículo ou carta de apresentação."

A decisão sobre a possibilidade de chamá-lo para uma vaga é baseada em uma olhada de 5 a 10 segundos em seu currículo. Portanto, é necessário ajustar seu currículo para que eles possam detectar rapidamente as informações essenciais.


3. "Você não tem uma boa apresentação."

Com base em como se veste, a forma como se comporta ou como fala, um headhunter pode decidir não colocá-lo na frente de um cliente. Apesar de sabermos que apenas um candidato será contratado, o objetivo de um headhunter é obter um feedback positivo sobre todos os candidatos ofertados.


4. “Você não é competitivo no mercado de trabalho atual.”

Se você quer ser competitivo, precisa se manter atualizado. E se não estiver devidamente up to date, os headhunters não vão te falar isso.


5. "Provavelmente, não vou encontrar um emprego para você."

Um headhunter pode convidá-lo para saber mais sobre um trabalho específico ou para uma entrevista genérica. Para preencher uma vaga, geralmente não verificam mais que 10 candidatos e apresentam uma "short-list" de três ou quatro pessoas ao cliente. Apenas uma será contratada. Logo, suas chances de conseguir o emprego são de 25% a 33%. No entanto, se convidam você para uma entrevista genérica, geralmente encontramos um novo emprego para um ou dois entre 10 candidatos – o que é uma média da indústria. Nesse caso, a probabilidade de ajudá-lo a conseguir um trabalho é de 20%. Em suma, apesar de os headhunters desempenharem um papel essencial no mercado de trabalho e muitos postos só serem acessados por meio desses recrutadores, os números trabalham contra você.


6. "Não vou dizer o porquê de ter sido rejeitado."

Vão apresentar candidatos uma, talvez duas, mas não uma terceira vez se foram rejeitados. Infelizmente, você nunca poderá aprender com seus erros, porque não dirão a verdade sobre por que você não conseguiu uma segunda entrevista.


7. "Você é o candidato que falta na lista, mas não tem chance de conseguir o emprego."

Uma das tarefas pela qual headhunters são remunerados é a apresentação de uma lista com três candidatos. Quando só possuem duas boas opções, devem encontrar uma terceira. Cuidado com os movimentos nada realistas de carreira ou com um trabalho que parece bom demais para ser verdade, você pode estar apenas complementando uma meta de três candidatos enviados. A verdade é que ninguém se preocupa com a sua carreira tanto quanto você.




Uma ajuda do coach, dicas para quem gostaria de começar e obter resultados!


  • Encontre propósito - Metas estabelecidas devem ser específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e que tenham um prazo claro de execução. Coloque o objetivo no papel e divida em atividades diárias, semanais e mensais para monitorar seu progresso.

  • Saiba suas forças e fraquezas - Pode ser difícil saber claramente das suas próprias forças e fraquezas. Pergunte-se sobre três aspectos positivos e negativos de sua personalidade, da forma de trabalhar e três comportamentos que deveriam ser abandonados ou incorporados à rotina. Importante pensar no que vai de encontro com o seu momento atual como por exemplo: Qualidade de vida, rápido crescimento profissional, altos salários, horário flexível, etc.

  • Crie um plano de ação! – Ter um plano de ação envolve colocar em uma planilha as metas de curto e médio prazo, além de estabelecer prazos para que elas sejam cumpridas.

  • Saiba Priorizar - Saber diferenciar atividades urgentes e importantes daquelas que podem ser delegadas ou deixadas para depois. Organize o dia de forma a tirar do caminho o que é urgente, assim sobra tempo para cuidar do que é importante, mas não exige atenção imediata.



O Coaching gera estímulos, trabalha as motivações, valores e crenças de seu coachee, conduzindo-o à ação por meio do uso de fatores motivacionais pessoais importantes.


Coaches de carreira e headhunters, trabalham sob uma ótica voltada à carreira, no entanto, o trabalho de um coach foca no desenvolvimento profissional, individual e personalizado de seus clientes.

E então, você precisa da ajuda de um coach ou de um headhunter?

Gostou desse artigo? Compartilhe com os amigos!

Agende sua sessão de coaching.

Fonte: Revista Época - Sete verdades sobre recrutamento que um headhunter não conta

DESTAQUES

INSTAGRAM

PARA ME SEGUIR

  • White LinkedIn Icon
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon

RECENTES

CATEGORIAS

ARQUIVOS

COMPARTILHE ESTE SITE

  • Grey LinkedIn Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Facebook Icon

PARA MELHOR EXPERIÊNCIA, RECOMENDAMOS A VISUALIZAÇÃO DESTE SITE NO NAVEGADOR GOOGLE CHROME.

CURTA A PÁGINA